Artigos

 

OS MÉDICOS DO TRABALHO E OS OPORTUNISTAS

 
       Como qualquer especialidade médica, a Medicina do Trabalho requer dedicação integral à formação específica nesta área de conhecimento. Ao profissional Médico do Trabalho deve ser exigida capacidade técnica para detectar problemas no ambiente laboral antes mesmo que eles se expressem como manifestações clínicas nos trabalhadores. O Médico do Trabalho deve dominar diagnósticos e tratamentos precisos em todas as demais especialidades médicas que envolvam patologias desencadeadas ou agravadas pelo trabalho, cabendo a ele estabelecer ou não o nexo causal. A qualificação nesta área de concentração científica exige estudo ininterrupto sobre a evolução das rotinas laborais e atualização constante acerca das freqüentes mudanças nas legislações trabalhista e previdenciária.
Reconhecer atividades dotadas de insalubridade e promover ações para o seu controle ou neutralização são intervenções de grande relevância social, visto que protegem a saúde dos trabalhadores e desoneram o empresariado. Médicos não qualificados para tais fins e que se propõem a trabalhar em empresas como forma de complementação dos seus rendimentos, deixam empregados e empregadores à mercê de riscos graves e desnecessários. A Medicina do Trabalho bem executada exige doação e conhecimento, e não apenas papel, caneta e um diploma médico na parede. Expor os dois bens mais preciosos de uma empresa, quais sejam a saúde física do quadro funcional e a saúde financeira do seu patrimônio por conta de conveniências pessoais ou economia de investimento, são riscos altos em demasia para serem assumidos.
Impossível redigir laudos complexos, que descrevam fielmente as condições de trabalho e acompanhar a execução de um cronograma pormenorizado de atividades prevencionistas prodrômicas, sem contar com uma equipe multidisciplinar sintonizada. Nossa legislação cada vez mais complexa e ambientes laborais em constante transformação exigem profissionais e empresas de saúde ocupacional estruturadas, formalmente preparadas e sérias na tarefa de bem servir.

 

Dr. Jonas Krischke Sebastiany